Novembro 5, 2017

Primeiros Socorros

Acidentes domésticos com cães e gatos podem ser mais comuns do que se imagina.

Além de quedas e atropelamentos, objetos pontiagudos e cortantes podem representar uma armadilha para animais de estimação.

Vale lembrar também o perigo com as intoxicações com plantas , queimaduras, uso incorreto de medicamentos, intoxicação por ingestão de chocolate e brigas com outros animais.

 

ATROPELAMENTO

O cão atropelado apresenta reações imprevisíveis. O estresse causado pela dor provoca estado de choque, fazendo com que o animal se torne agressivo e queira morder as pessoas estão ao seu redor. Aproxime-se dele com cuidado, chame-o pelo nome e tente acalmá-lo e confortá-lo.  Se esta aproximação se tornar muito difícil, o cão deve ser amordaçado e imobilizado com uma corda fina, esparadrapo ou pedaço de pano, para que não morda as pessoas que estão socorrendo. Se estiver inconsciente, vomitando e com a boca ou nariz sangrando, não amordace. Como não é possível determinar o alcance dos danos provocados pelo traumatismo físico da pancada, procure remover o animal ferido com muito cuidado. Gire o corpo dele cuidadosamente sobre uma maca improvisada ou padiola (com um lençol ou uma toalha) e o remova com urgência para um consultório veterinário.

PLANTAS

A ingestão de algumas espécies de plantas pode causar irritação na mucosa de animas. Quando ocorrem acidentes como esse, o dono não deve provocar o vômito no animal e nem dar medicamentos.

Caso o animal esteja salivando, a orientação é dar água e lavar a boca do animal com água corrente. Ao levar seu pet para o veterinário, não esqueça de levar a planta que causou a irritação para facilitar o diagnóstico.

 

PRODUTOS QUÍMICOS

Lesões por produtos de limpeza que caem sobre o animal podem causar queimaduras. Nesse caso, lave o local com água corrente fria por cerca de 15 minutos. Se o produto cair no olho do animal, o dono deve lavar o local com água corrente e solução fisiológica. Produtos em pó devem ser protegidos dos olhos, focinho e boca do animal, e a maior parte possível do produto deve ser retirada pelo dono com um pano. Para agentes em pó, não molhe a boca do animal para evitar absorção do produto e encaminhe o pet ao veterinário.


MEDICAMENTOS

Em caso de ingestão de qualquer tipo de medicamento, o dono deve levar o animal para veterinário o mais rápido possível, junto com a caixa do produto.


CHOCOLATE

O consumo de chocolate pode intoxicar o animal e mesmo em pequenas quantidades – chocolate meio-amargo apresenta maior concentração da substância que pode intoxicar. Portanto, evite dar chocolate ao seu cão. Caso o animal coma o alimento e fique agitado ou tenha vômitos, ele deve ser levado para o veterinário imediatamente.


FERIDA OU MORDIDA

Aproxime-se com animal com cuidado para evitar mordidas. Amordace o animal. Vista luva quando possível. Olhe a ferida para verificar se há sujidades (ex. areia, terra)… Limpe a ferida com grande quantidade de solução salina (soro). Se você não tiver o soro deve usar água potável. Cubra a ferida aberta para mantê-la limpa. Aplique pressão para feridas com muito sangramento. NÃO USO TORNIQUETES. As feridas por mordidas são uma fonte excelente de infecção, dificultando muito o processo de cicatrização necessitando de cuidados veterinários.

-O QUE O MÉDICO FARÁ?

-Examinará o grau da ferida e os sinais de infecção.

-Limpará a lesão com uma solução especial e remover qualquer tecido danificado.

-Devem ser dados pontos, se necessário.

-Deve-se prescrever antibiótico para combater a infecção.

-Deve-se dar um suporte medicamentoso conforme a necessidade.

COMO POSSO PREVENIR MORDIDAS POR CÃES E GATOS

-Evite animais estranhos ou doentes.

-Deixe os animais sozinhos enquanto estiverem se alimentando.

-Mantenha seus cães na coleira quando estiver em público.

-Escolha cuidadosamente o seu animal de estimação.